Nossa História

Nosso primeiro contato com um welsh corgi pembroke ocorreu em Buenos Aires, durante a Exposição Mundial de Cães realizada naquela cidade em 2005. Na época, nossos “filhos” eram dois golden retrievers, o Butch – nosso grandão de coração gigante, que nos trouxe tanta alegria e crescimento e, infelizmente, nos deixou prematuramente em 2008 – e a Apple – nossa menina super especial, que participava da competição.

Apaixonados por cães, assistimos atentos a muitas “pistas” e conhecemos entusiasmados algumas raças pouco comuns no Brasil. Uma delas, entretanto, nos chamou atenção em especial: tratava-se de um cão baixinho, de corpo comprido, carinha de raposa e que rebolava seu traseiro sem rabo pelos pavilhões. Não nos contivemos e fomos cumprimentar a handler americana que o acompanhava, para perceber que além de muito fofo, o tal welsh corgi pembroke era também muito doce e carinhoso.

A partir daí, motivados pelo fato de querermos um companheiro menor, porém forte e disposto, para viver com nossos goldens e incentivados por amigos que também haviam se interessado pela raça, acabamos por importar – junto com esses amigos – nossa primeira corgi, a Nic, uma fêmea tricolor que chegou em casa aos 5 meses de idade. Nossa convivência com a Nic fez com que nosso interesse se transformasse em encantamento e nos levou a importar nossa segunda pembroke, a Aria. Logo em seguida, resolvemos aumentar um pouco mais a família e importamos a Tagg e o Copper, todos vindos dos EUA.

Estava iniciado nosso plantel, hoje complementado por corgis já nascidos no Brasil, sob registro do nosso canil: Magic Grove.

Dessa forma, podemos dizer que não foi necessário muito para que nos apaixonássemos pelos divertidos welsh corgi pembrokes. Sua aparência fofa e robusta ao mesmo tempo, seu temperamento amoroso e fiel, sua energia e vitalidade são conquistadores.

A raça, apesar de nova no Brasil, é bastante difundida ao redor do mundo, principalmente porque uma de suas maiores apreciadoras é a Rainha Elizabeth II da Inglaterra, que conta com alguns exemplares para alegrar o Palácio de Buckingham.

Mas sua “popularidade junto à realeza”, apesar de constituir bom meio de marketing, não é a principal qualidade dos corgis. No relacionamento diário, percebe-se facilmente sua amabilidade, inteligência, sensibilidade, afetividade, lealdade e curiosidade. É certamente um cão divertido, bom companheiro para crianças e que também se relaciona bem com cães de outras raças.